Família toma atitude racista e a internet não perdoa

Mobilizados por uma decisão revoltante, usuários das redes sociais deram a chance de Allie Dowdle pagar a sua faculdade.

Reportagem: Luiza Schiff

É tempo de final feliz! | <i>Crédito: Redação Sou Mais Eu
É tempo de final feliz! | Crédito: Redação Sou Mais Eu

Se fosse no tempo de Romeu e Julieta, todos iriam olhar a decisão com naturalidade. Mas, em 2017, fica até difícil de acreditar. Os pais de Allie Dowdle, uma jovem universitária, branca, de 18 anos, dos Estados Unidos, retiraram o financiamento dos estudos dela porque ela está namorando Michael...Um homem negro! 

O cenário é a cidade de Memphis, no sudeste dos Estados Unidos. O Tennesse ainda guarda resquícios do racismo anterior à Guerra de Secessão, como essa lamentável atitude da família da jovem americana. 

O pai, Bill Dowdle, comerciante de artigos esportivos, afirma que a filha namorar um homem negro não era da sua “preferência”. Mas que, apesar disso, a decisão de cortar o dinheiro para a faculdade “nunca foi por causa de raça” e sim porque Allie estava mimada e “se tornou óbvio que ela precisava sair para o mundo e crescer”.

No tempo de Romeu e Julieta, ou até mesmo no século passado, seria quase impossível para Allie lutar por esse amor. Mas é tempo de internet, de rede social e no caso dela, é tempo de final feliz. Em dois dias de campanha de financiamento coletivo pela internet, ela já arrecadou US$ 13 mil (cerca de R$ 40 mil), mais do que os US$ 10 mil que precisava para manter os estudos até o final do ano. Agora o próximo passo é sair da casa dos pais. 



27/06/2017 - 18:01

Conecte-se

Revista Sou mais Eu