Eu era gari e agora sou formada em biologia!

Não dá nem para acreditar em tudo que eu conquistei quando eu olho para trás!

Redação Sou mais Eu

Foi a melhor escolha que eu fiz! | <i>Crédito: Redação Sou mais Eu
Foi a melhor escolha que eu fiz! | Crédito: Redação Sou mais Eu
Quando terminei o colégio, prestei vestibular para o curso de ciências contábeis, economia e administração na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS). Não era exatamente o que eu queria, mas, como fiz colegial técnico em contabilidade, achei que seria uma boa escolha. Só que, para minha decepção, não passei. Tentei ainda outras duas vezes e nada. Resultado: deixei o sonho de lado e - fazer o quê? - fui em busca de um emprego. Encarei todo tipo de trabalho: babá, diarista e até gari. Foi uma época bem difícil. 
Aí, 12 anos mais tarde, ao ver meu sobrinho passar no vestibular, decidi resgatar esse desejo. Resolvi me matricular num cursinho no Instituto Luther King, o que oferece aulas gratuitas. Só que dessa vez ia prestar para um curso que eu realmente adorava: biologia.
No dia 17 de janeiro de 2012 o resultado saiu e...meu nome estava lá! Me tornei aluna do curso de ciências biológicas da Universidade Federal da Grande Dourados. E, olha, fiz bonito, viu? Passei em 26º lugar! Não conseguia acreditar! 
Mesmo com medo de me mudar de Campo Grande, deixar meus amigos e família, encarei o desafio! Afinal, era meu sonho! Foi a melhor coisa que eu fiz! Nos meus primeiros meses na sala de aula, era difícil imaginar que eu acordava às 5hrs da manhã, varria 40 quarteirões, ia para o cursinho à noite e me deitava quase de madrugada, para no dia seguinte fazer tudo isso de novo. 
Como universitária eu me dedicava muito nos estudos, até porque as minhas aulas iam das 7h às 17h. O dinheiro que eu usava para as despesas como aluguel e alimentação vinham da Bolsa Permanência, oferecida pelo governo. 
Meus colegas da UFGD eram muito mais novos que eu, mas me davam a maior força. Principalmente na parte de informática. Nunca tinha tido contato com computador e essa parte era bem complicada para mim. Mas eu superei. Aprender é bom demais!
E eu consegui passar por cima de todas as barreiras e em outubro de 2016 me formei no meu curso tão amado. Sou bióloga! A colação de grau foi emocionante, meus familiares estavam todos presentes prestigiando esse momento especial na minha vida. 
Agora estou dando continuidade nos meus sonhos e o próximo é o mestrado. Estou estudando diariamente para passar ainda esse ano e para me sustentar trabalho com limpeza. E tudo bem, eu sei que no final todo o esforço vai valer muito a pena! 
Lutar para conseguir o que a gente quer é sempre o melhor remédio! 

Walkíria Benites, 41 anos, bióloga, Dourados, MS

03/07/2017 - 19:35

Conecte-se

Revista Sou mais Eu