Sou cabelereira e manicure de pets!

Patacure nas patinhas e corte visagista nos pelos: faço delivery de pet designer

Reportagem: Letícia Gerola

Atender na casa das pessoas é super dinâmico, nenhum dia é igual ao outro! | <i>Crédito: Arquivo pessoal/Redação Sou Mais Eu
Atender na casa das pessoas é super dinâmico, nenhum dia é igual ao outro! | Crédito: Arquivo pessoal/Redação Sou Mais Eu
Cortar o cabelo é um ato importante, afinal, ele faz parte da identidade de cada um e fala muito sobre quem somos. Com os animais não é diferente! Cada cão é um cão, com seus pelos, tonalidades  e donos – todos únicos. Meu trabalho é exatamente estudar cada um dos meus bichinhos como cabelereiro visagista, ou seja, levando em conta as especificidades e traços de cada raça. Claro que o perfil do dono não pode ficar de fora! Converso com ele para saber o corte que mais combina com a dupla. Não dá pra pegar um poodle de uma pessoa que gosta de rock’n roll e fazer um corte do tipo fru-fru, por exemplo. A vivência com animais e a possibilidade de desenvolver cortes elaborados são coisas que me encantam nessa profissão! 

Abri um pet shop sem entender nada de animais

Resolvi abrir meu próprio pet shop quando tinha 19 anos. Na época, eu não entendia nada do assunto e não tinha feito nenhum curso, mas amava os bichos! Clientes chegavam na minha loja e eu tinha que, discretamente, checar o livro sobre raças para poder saber de qual animal se tratava. Apesar do pouco conhecimento, fazia tudo com muito amor e fui conquistando clientes ao longo dos anos. Sou muito estudiosa e ficava de olho no Milton, o tosador do pet shop, aprendi bastante com ele sobre tosas diferentes. Na época, não imaginava que aquele monte de pelos um dia seria minha especialidade!

Deixei o pet shop depois de vinte anos por motivos de sociedade e saí de lá com muito mais do que uma agenda fiel de clientes: conheci meu namorado, Antonio Carlos, na minha loja! Ele é adestrador de animais e foi fazer uma entrevista por lá quando nos conhecemos. Não nos largamos mais, um amor que já dura quase três anos: viramos o Casal Pet!

Criei meu próprio serviço delivery

Me desliguei da empresa em 2014 e poucos meses depois abri, com meu amor, um delivery de serviços para pet. Colocamos mesa de tosa, carrinho com xampu, maquina de tosa, secador profissional e tufão (um aparelho que retira a umidade do pelo) no porta malas do nosso carro e vamos na casa dos clientes dar banho e tosar os animais. Também oferecemos serviços de adestramento e consultoria para donos de primeira viagem. Fazemos tudo que uma loja física faz, só que a domicílio para nossos clientes. Além da minha agenda fiel de consumidores, que indicam meu trabalho para os amigos, o serviço feito em casa foi muito bem visto! Animais não falam e, querendo ou não, você nunca sabe o que acontece quando deixa seu bichinho em um estabelecimento. Ao realizarmos um trabalho de qualidade debaixo do teto de nossos clientes, conquistamos credibilidade e admiração. 

Trabalhamos de segunda a sexta-feira e atendemos entre 20 e 30 pets por mês. Às vezes o cliente vai viajar pra praia por vários dias, por exemplo, e nós aproveitamos para ir junto! Ficamos hospedados em algum local na mesma cidade e curtimos o lugar, ao mesmo tempo em que oferecemos nossos serviços. Se tem uma coisa que a gente ama é cuidar dos bichinhos, não importa se é na praia ou na cidade.  

Tosa visagista, patacure, hidratação, chapinha... É um salão de verdade!

Utilizei meu conhecimento de tosa que adquiri no pet shop e aprendi todas as técnicas de corte de pelos sozinha. Sou muito estudiosa e abusei de livros e canais no YouTube para aprender os processos, além de fazer alguns cursos no Brasil e na Argentina para aperfeiçoar o trabalho. Eu e o Antonio estudamos até hoje pelo menos duas vezes por semana para ficarmos informados sobre as últimas técnicas e novidades disponíveis no mercado. 

Os cortes que eu faço são muito personalizados. Tem a tosa higiênica básica, que é pra deixar as patinhas respirando e remover os pelos que cobrem os olhos e a tosa visagista, que custa a partir de R$ 390 - varia conforme o porte do cachorro. Funciona como se fosse gente: posso fazer uma tosa radical para durar mais ou um corte que precisa de manutenção, feita geralmente a cada quarenta dias. São muitas as técnicas e engana-se quem pensa que é só pegar a tesoura e partir pra ação! É preciso analisar o pelo do cachorro pra entender qual método funciona melhor. Cachorros com o pelo enroladinho, por exemplo, você tem que usar tesoura navalhada ou dentada para manter o formato do pelo. Já os cãezinhos de pelo mais duro pedem a técnica chamada trimming, mais demorada e que exige delicadeza já que remove o pelo pela raiz. Cada raça é uma técnica, o importante é respeitar a natureza do pelo daquele cachorro e a relação do bichinho com o dono!

Além do banho e tosa, ofereço o serviço de hidratação e chapinha nos pelos – mimos procurados em ocasiões especiais! Sem falar na patacure: corto e lixo as unhas dos pets com uma lixa especial para animais. Se o cliente quiser, também pinto com esmalte. Antigamente havia produtos específicos para cachorro, mas saíram de linha. Procuramos, então, sempre utilizar marcas confiáveis e hipolargênicas para não irritar o animal. O serviço de patacure é essencial para o pet não se arranhar quando se coça, por exemplo.

Cada cliente é um desafio

Sou muito feliz no meu trabalho. Cuido dos animais ao lado do meu amor e sou amiga de todos os meus clientes. O engraçado de atender na casa das pessoas é que nenhum dia é igual ao outro! Quando chego, tenho que encontrar o melhor local para fazer o banho: já lavei os pets no chuveiro, no tanque, na hidromassagem, no quintal, na banheira de ofurô... Atendemos um cãozinho que os donos trabalham no lava rápido, então o banho dele acontece ao lado dos carros! Cada dia é uma aventura. Banho feito e pet sequinho, eu monto a mesinha de tosa e começo a criar. Meu amor pelos animais não cabe em palavras! Sou apaixonada desde pequena, já cheguei a ter 17 cachorros. Hoje em dia tenho apenas duas, a Kyryi Regina e a Rita Cristina. Quando a gente ama o que faz, trabalho deixar de ser uma obrigação e vira paixão!

Bianca Mesquita, 42 anos, designer de pets, São Paulo, SP

DA REDAÇÃO

Cuidados com os procedimentos

O serviço de pet designer, feito com cuidado e conhecimento, não oferece riscos para o animal. “É importante utilizar os produtos e técnicas corretas! Se for tingir os pelos do pet, utilizar tintas próprias para o uso e não corantes artificiais ou de tecido, por exemplo”, explica Livia Romeiro, veterinária do Vet Quality Centro Veterinário. Quando o assunto são tosas, respeitar o tipo de pelo de cada raça também é essencial. “Pelos do tipo arame não podem ser tosados com máquina porque causa dermatite. É necessário utilizar a técnica que arranca o pelo completamente”, completa a veterinária. Antes de utilizar qualquer cosmético humano ou esmalte, faça o teste da alergia para verificar possíveis reações adversas. Assim como os humanos, os pets podem ter alergias específicas a algum produto. 

Fique por dentro das histórias mais impressionantes do dia. Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

02/05/2017 - 11:35

Conecte-se

Revista Sou mais Eu