Maus-tratos e abandono de animais é crime: saiba como denunciar

Veja como fazer sua parte para evitar o sofrimento dos bichinhos

Renato Bianchi

Faça sua parte para evitar o sofrimento dos bichinhos | <i>Crédito: Shutterstock
Faça sua parte para evitar o sofrimento dos bichinhos | Crédito: Shutterstock

É cada vez mais comum vermos vídeos e relatos de maus-tratos e abandono de animais na internet e na TV. Para evitar que isso continue se repetindo, todos precisam fazer a sua parte. Veja as orientações da médica veterinária Gabriela Giraldi, da Clínica Veterinária Cuidar:

1º passo: saber que atitudes caracterizam maus-tratos

·        Períodos acima de 48 horas já caracterizam abandono. Ou seja, mesmo que seja por um final de semana.

·        Agressões físicas como espancamento, mutilação, envenenamento...

·        Manter o animal preso a correntes ou cordas, em locais sem ventilação ou entrada de luz, em locais pequenos e sem cuidados com a higiene ou desprotegido contra o sol, chuva ou frio.

·        Privação do animal a alimentação adequada e diária ou ao atendimento veterinário, caso esteja doente ou ferido.

·        Submissão do animal a tarefas exaustivas de trabalho ou além de suas forças, mesmo que sejam exercícios de competição.

·        Uso de animais em espetáculos que possam submetê-los a pânico, estresse, agressões...

·        Captura de animais silvestres, em qualquer condições.

2º Passo: tenha certeza e reúna evidências

Todas as situações descritas acima caracterizam crimes contra os animais, portanto, os responsáveis por cometê-los devem ser punidos. Como sua intenção não é prejudicar ninguém injustamente, o ideal é que você se assegure da veracidade da denúncia que está prestes a fazer. Para isso, procure evidências e testemunhos que comprovem suas suspeitas, fotografe ou filme os animais que estão sofrendo maus-tratos e procure o maior número de informações possíveis para identificar o agressor. Feito isso, é hora de partir para ação.

3º Passo: denuncie

Em todo o país, os casos podem ser relatados ao “Disque-Denúncia“, pelo telefone 181, que realiza atendimento 24 horas por dia, todos os dias da semana.

18/04/2016 - 17:23

Conecte-se

Revista Sou mais Eu