"O sonho do nosso filho nos rendeu um ótimo negócio!"

A família esta lucrando R$ 3 mil com a venda de brigadeiros na bike!

Reportagem: Daniel Lopes

Doce de Menino | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
Doce de Menino | Crédito: Arquivo Pessoal
Quando meu filho Alan cisma com uma coisa, não desiste fácil. Ele sempre foi muito estudioso e botou na cabeça que queria porque queria fazer um intercâmbio no Canadá. Como ainda é muito novo – tem 10 anos – tentei argumentar que talvez fosse melhor esperar alguns anos. Mas, em abril deste ano, meu menino chegou com uma proposta: “Mãe, você faz uns brigadeiros para eu vender e começar a juntar um dinheirinho?”. Na hora, não levei a sério. Mas a ideia do Alan ia mudar completamente a vida da nossa família.

Achei que fosse brincadeira do Alan 

Modéstia à parte, sempre fiz docinhos deliciosos. Fui eu que preparei tudo nas festinhas de aniversário do Alan e até fiz alguns doces para casamentos da família. Como sabia que meus brigadeiros eram irresistíveis, resolvi dar uma chance para a proposta do meu filho. Comecei preparando a versão básica e o Alan vendia na escola e para nossos familiares, que queriam ajudar com o tal intercâmbio. Mas não é que o negócio começou a dar certo, menina? Começamos a receber ligações em casa de gente pedindo brigadeiro! Meu marido tinha que fazer até entregas de carro! 

Então, assisti a um programa na TV que falava da moda das food bikes (bicicletas que servem comida). Achei que poderia ser uma boa opção para não termos que gastar com gasolina ao fazer as entregas. Na época, meu marido ainda trabalhava como modelo e dividia seu tempo entre Tubarão, cidade para onde nos mudamos em 2013, e São Paulo, onde vivíamos antes. 

Como ele chegava a passar quase a semana toda fora de casa, o Alan pediu ao pai que o ajudasse com os brigadeiros para trabalhar sem precisar viajar de cidade em cidade. Seria uma chance de deixar nossa família mais próxima e ainda garantir um bom dinheiro! Meu marido topou e largou sua carreira. Eu também deixei meus eventos de lado e mergulhei de cabeça nos brigadeiros! Decidimos arriscar mesmo! 

Para turbinar o negócio, pesquisei receitas diferenciadas de brigadeiro na internet e fui testando todas. Queria oferecer sabores bem diferentes, como limão siciliano e pé-de-moleque. Para divulgar, criamos nossa página no Face, a “Doce Menino Doce”, onde passamos a publicar as fotos dos produtos. E, para finalizar, compramos um triciclo com dois lugares e adaptamos para ficar o mais charmoso possível: ele tem luzes de led e banners na frente e atrás. A apresentação ia contar muito na hora de vender nossa marca! 

Nossa rotina ficou bem puxada desde então. Eu preparo as massas durante a noite com meu marido e, no dia seguinte, às 5 h da manhã, já acordamos para enrolar os docinhos e dispor nas caixinhas. São embalagens de plástico fechadinhas com quatro brigadeiros sortidos em cada. Elas saem por R$ 10 cada e vendemos de 30 a 50 unidades por dia! No fim do mês, conseguimos garantir cerca de R$ 3 mil de lucro, um valor tão bom quanto nossa renda antes dos doces – isso porque começamos há poucos meses, né? Os clientes podem fazer pedidos para o dia seguinte por WhatsApp ou pelo Face, onde divulgamos os lugares onde a bike vai passar pela cidade para que mais pessoas possam nos encontrar.

Todos querem ajudar o Alan com seu sonho! 

Acho que o segredo do sucesso dos nossos brigadeiros foi chamar a atenção das pessoas que se sensibilizaram com o sonho do Alan – na nossa página no Face contamos essa história. Todo mundo quer comprar para ajudá-lo com o intercâmbio e acaba se deliciando com os docinhos! O sonho do nosso menino mudou mesmo a nossa vida. Ele fica tão feliz que até ajuda o pai por uma hora, às sextas-feiras. Mas não queremos que ele fique trabalhando. 

Essa grana que estamos juntando, além de servir para pagar as contas, também está sendo guardada para que nosso filho realize seu tão sonhado intercâmbio. Meu coração de mãe fica apertado de pensar nele tão longe, mas sei que é nossa missão como pais dar asas aos pequenos. Ele transformou a nossa vida e queremos retribuir! - IZABELLE DE SOUZA ZABOT, 39 anos, promotora de eventos, Tubarão, SC

“Agora a família fica mais tempo junta”


“Minha vontade de fazer intercâmbio apareceu há três anos. A escola ia oferecer um programa especial de viagem, mas minha mãe não tinha dinheiro pra pagar os custos. Então, depois de passar um tempo amadurecendo a ideia, acabei convencendo a dona Izabelle a vender brigadeiros pra me ajudar. Tudo ficou ainda melhor quando meu pai largou a carreira de modelo em São Paulo para ficar ao nosso lado no negócio. Agora passo muito mais tempo com ele e não sinto tanta saudade. Dá até um friozinho na barriga quando penso em ir para o Canadá, mas ainda está bem longe. Quero viajar só no final do ensino médio, quando estarei mais preparado pra falar inglês e me virar sozinho. Fico muito feliz ao ver que minha ideia deu certo, mudou a vida dos meus pais e pode mudar a minha.” - ALAN ZABOT COSTA, 10 anos, o filho da Izabelle

Tudo para se dar bem com brigadeiros na bike!

A ideia do Alan rendeu um negócio muito bacana pra mim e meu marido. Mas, para manter as vendas sempre altas, temos alguns segredinhos básicos. Olha só: 


• FIQUE DENTRO DA LEI
Em primeiro lugar, consulte a prefeitura do seu município para conferir todas as regras locais para esse tipo de comércio. Você vai precisar de uma licença para usar a bike pra alimentação e há lugares onde ela será proibida de estacionar. 

• RODANDO A CIDADE
O ideal é sair com a bike vendendo pela cidade, sempre anunciando pelo Face onde vai estar para os clientes. Fazemos algumas entregas pelo caminho e, para atrair a clientela, paramos em locais estratégicos por uma ou duas horas, como saídas de escola, consultórios médicos e mercados. 

• HIGIENE E BELEZA
Além de garantir uma boa apresentação, as luvas, os aventais e os bonés ajudam no manuseio dos brigadeiros, evitando qualquer tipo de contaminação. O design da nossa bike, toda transada, com banners e luzes, também é um chamariz. 

• SABORES DE SUCESSO
Os brigadeiros gourmet estão na moda. Os que fazem mais sucesso são o de leite em pó com Nutella®, churros, palha italiana e a versão tradicional. Agora que o Natal está chegando, queremos apostar na versão de panetone!

Brigadeiro de Panetone


Ingredientes
✓ 1 lata de leite condensado
✓ 1 colher (sopa) de margarina sem sal
✓ 1 colher (sopa) de essência para panetone
✓ 1 e ½ xícara (chá) de frutas cristalizadas 

Modo de preparo
Coloque todos os ingredientes na panela e leve ao fogo baixo. Mexa devagar com uma colher e desligue quando o brigadeiro estiver no ponto e for possível ver o fundo da panela. 

Dica da Izabelle: Passe no granulado de chocolate

Brigadeiro Romeu e Julieta


Ingredientes
✓ 1 lata de leite condensado
✓ ½ xícara de coco ralado
✓ 2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
✓ 1 colher (sopa) de margarina sem sal
✓ 100 g de goiabada 

Modo de preparo 
Coloque em uma panela o leite condensado, o coco, o queijo e a margarina. Leve ao fogo baixo e mexa até a massa soltar da panela. Após esfriar, coloque um pedaço de goiabada no meio de cada bolinha pra rechear o brigadeiro. 

Dica da Izabelle: Prefira o granulado de açúcar cristal.


23/11/2015 - 10:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu