Faço festa na caixa para driblar a crise!

Quando as pessoas pararam de fazer grandes eventos de aniversário, dei um jeito de colocar uma comemoração inteira dentro de uma caixa e vender uma festa mais barata

Reportagem: Letícia Gerola

Comecei a customizar a caixa ao gosto do cliente: dá pra incluir pelúcias, mini champagne com tacinhas, adereços infantis, de dia dos namorados... | <i>Crédito: Arquivo pessoal/Redação Sou Mais Eu
Comecei a customizar a caixa ao gosto do cliente: dá pra incluir pelúcias, mini champagne com tacinhas, adereços infantis, de dia dos namorados... | Crédito: Arquivo pessoal/Redação Sou Mais Eu

Sou confeiteira de formação e de coração! Tinha 25 anos quando comecei a fazer pão de mel e ovos de Páscoa pra ajudar no orçamento de casa. Aos poucos, fui me aperfeiçoando e fazendo mais cursos – de boleira, confeitaria, e tudo que fosse relacionado a doces. Não teve jeito, me apaixonei pela coisa. Trabalho com encomendas há 14 anos e sou muito feliz nesse ramo, além de bem sucedida: sempre ajudei meu marido, Eduardo, a sustentar a casa.
Morávamos em Guarulhos, na Grande São Paulo. Eu trabalhava em um comércio e usava a venda de doces para complementar a renda, enquanto ele trabalhava de vigilante à noite. Não ter muito tempo pra cuidar dos meus dois filhos pequenos me incomodava. Quando engravidei do terceiro decidi trabalhar apenas com as encomendas e focar na confeitaria, assim poderia ficar em casa com eles. Achei que minha vida estava resolvida, afinal, sempre ia ter alguém fazendo aniversário pra encomendar bolo e docinhos. O que eu não imaginava é que a crise ia afetar até essa comemoração especial e reinventar o negócio seria necessário! Pensei fora da casinha e encontrei uma solução: a festa na caixa.

Mudei de cidade e conquistei novos clientes

Mudamos pra Itaquaquecetuba no ano passado. Morávamos de aluguel em Guarulhos e tivemos a chance de conquistar uma casa própria no local. Foi um desafio, não conhecíamos ninguém! Cidade nova, clientes novos - precisava fazer meu nome no local e conseguir uma agenda de encomendas tão boa quanto a de Guarulhos, onde se concentram a maioria dos meus clientes. Os pedidos surgiram, mas não era como antes... Um bolo aqui e outro ali, nada demais. Decoração, salgadinhos, docinhos? Esquece, dar festão não era mais viável. Foi quando vi na internet uma moça de Minas Gerais abrindo uma caixa muito bonita, toda enfeitada, como se fosse um presente gigante e dentro havia um kit festa com tudo que se tem direito pra uma comemoração. Achei a ideia ótima e decidi oferecer o mesmo para as clientes. Não tinha nada a perder. Pensei: vai que pega?

Uma caixinha de surpresas

Bolo, refrigerante, chapéu de festa, vela de aniversário, salgados, docinhos. Montei uma festa na caixa por R$ 90. Uma caixa faz a festa pra até cinco pessoas! Fiz uma parceria com uma amiga que fica responsável pelos salgados enquanto eu cuido da decoração da caixa e dos doces. Não é que fez sucesso? Comecei a customizar a caixa ao gosto do cliente: dá pra incluir pelúcias, mini champagne com tacinhas, adereços infantis, de dia dos namorados... O pessoal adorou, compram pra levar na festinha da firma ou pra fazer uma surpresa especial pra alguém amado. Faz muito sucesso também com as crianças: ela vem empacotada como se fosse um grande presente, todos adoram! Tive um retorno muito positivo dos pais. Consigo montar caixas que proporcionam uma comemoração bacana pra até 20 pessoas. Mais barato do que fazer uma festa, e chego a ter 10 encomendas por mês!

Sucesso do negócio

Comecei no negócio há dois meses e já faturo R$ 900 reais por mês.  Uso e abuso de grupos locais da minha cidade no Facebook pra divulgar meu trabalho e também faço entregas pra minha antiga clientela, em Guarulhos. O delivery é feito por mim mesma, levo as encomendas de carro e meu pai me ajuda na direção quando pode. Peço pelo menos cinco dias de antecedência para montar o pacote e entrego no endereço indicado, tudo com muito amor e carinho. O segredo não está na qualidade do produto. Faço os bolos e doces no maior capricho e com bons ingredientes, todo mundo adora! A decoração da caixa também é uma parte essencial - vale apostar em fitas, papéis de presente e o que mais você encontrar pra compor o tema encomendado. Ninguém precisa deixar o aniversário passar em branco – com criatividade, a festa não acaba nunca!

Adriana Brizola, 39 anos, confeiteira, Itaquaquecetuba, SP

Fique por dentro das histórias mais impressionantes do dia. Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

28/03/2017 - 19:07

Conecte-se

Revista Sou mais Eu