Olhos coloridos: "Sou quem eu quiser com minhas lentes"

Silvana não sai de casa sem elas: usa no trabalho, em festas e passeios. Ela adora quando se referem a ela como “morena de olhos claros”

Sou Mais Eu Digital

Silvana de Souza Pires Ribeiro | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
Silvana de Souza Pires Ribeiro | Crédito: Arquivo Pessoal
Desde pequena, tenho um pouco de miopia. Em 1995, aos 23 anos, conversei com meu oftalmologista sobre as lentes de contato. Estava cansada dos meus óculos. Comecei a usar as lentes de grau incolores gelatinosas e me dei superbem.

Depois de um ano, as lentes venceram e tive que trocar. Quando cheguei na loja, decidi experimentar as coloridas, mas com grau para corrigir minha miopia. A atendente da loja ajudou a encontrar uma tonalidade que combinasse com meu tom de pele. Escolhi um par da cor mel. Elas contrastaram com o castanho-escuro dos meus olhos e o resultado foi um tom de verde. Achei lindo! Todo mundo achou que elas combinavam demais comigo. Meu namorado disse que eu estava mais atraente. Não saí mais de casa sem elas.

Um ano depois, comprei um par de lentes azuis e outro de ocres. Passei a mudar sempre que enjoava de um tom. Pra ir pra baladas e festas, por exemplo, costumava usar a lente ocre, que se destaca mais na noite. 

A autoestima fica nas alturas! 

As lentes coloridas viraram minhas parceiras inseparáveis. Adoro quando as pessoas falam: “Sabe aquela morena de olhos claros ali?”. Me sinto poderosa. Como minhas lentes têm grau, custam cerca de R$ 300. Mas só para estética são bem mais baratas, a partir de R$ 35. Acho que o investimento vale muito a pena! Afinal, a gente se sente mais bonita e a autoestima fica nas alturas! - SILVANA DE SOUZA PIRES RIBEIRO, 43 anos, auxiliar de cabeleireiro, São Paulo, SP

Curvatura da lente muda e compra exige cuidado

Há diversas marcas e modelos de lentes coloridas no mercado e pode ser difícil escolher uma adequada. “É fundamental perguntar ao oftalmologista qual é o tipo de lente ideal para o seu tipo de olho, pois algumas pessoas têm a curvatura da córnea mais acentuada”, explica a oftalmologista do Hospital de Olhos Paulista, Rachel Gomes. Cada marca trabalha com uma curvatura padrão e as lentes podem mudar de tamanho de uma empresa para a outra. Algumas farmácias e óticas contam com um profissional chamado contatólogo, que determina na hora como é a curvatura do seu olho e te ajudar a escolher a melhor cor. Vejas as dicas da especialista para não entrar em roubada:

➜ Não compre lentes de contato no camelô porque a procedência é desconhecida e isso pode causar danos e até a perda de visão. 

➜ Observe se a caixinha do produto tem o registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

➜ Verifi que a validade do produto impressa na caixa. Nunca use uma lente com validade vencida! 

➜ Procure comprar no próprio consultório, óticas ou farmácias confiáveis. Os médicos podem dar amostras grátis de lentes para teste. 

➜ Se for comprar por um site, procure um que seja confiável para ter a certeza de que o produto será de qualidade e chegará na sua casa. Leia resenhas! 

Como evitar infecções e problemas de visão

Por se tratar de um material frágil que fica numa região exposta do corpo, as lentes de contato devem ser indicadas por um especialista, mesmo que não tenham grau. “Se forem usadas de maneira incorreta, podem prejudicar a vista e até causar infecções na córnea”, alerta Hélcio Junior, oftalmologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão. Ele recomenda os seguintes cuidados:

➜ Antes de colocar a lente, lave as mãos com água e sabão em local limpo e em frente a um espelho.
➜ Use-as durante o dia e retire antes de deitar, pois as lentes diminuem a oxigenação da córnea durante a noite.
➜ Lave-as com produtos específicos para assepsia antes de colocá-las.   
➜ Respeite a data de validade. A maioria das lentes entra numa dessas categorias: descartável diariamente; duração de 3 a 4 dias e validade mensal.
➜ Caso haja irritação, inchaço e vermelhidão nos olhos, suspenda o uso e vá ao médico.
➜ Coloque-as antes de fazer o make para evitar contaminação.
➜ Lentes não podem ser usadas por pessoas que tenham olhos secos, alergia ou alterações nas pálpebras e na córnea. 

 


27/05/2015 - 10:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu