Já fiz mais de 500 trocas de roupas on-line!

O troca-troca virtual é prático e seguro! Renovei o guarda-roupa sem gastar nada!

Reportagem: Célia Aguiar (com colaboração de Carolina Almeida)

O troca-troca virtual é prático e seguro! Renovei o guarda-roupa sem gastar nada! | <i>Crédito: Redação Sou Mais Eu
O troca-troca virtual é prático e seguro! Renovei o guarda-roupa sem gastar nada! | Crédito: Redação Sou Mais Eu

Sempre me virei pra ganhar um troco: customizei chinelo, fiz cachecol, doces e salgados por encomenda... Era pau pra toda obra! E fazia isso porque tenho loucura por roupas, sapatos e bolsas! O problema é que investia todo o rico dinheirinho que ganhava para renovar meu armário! Às vezes tinha que apelar para o maridão e pedir uma ajudinha quando a grana ficava curta. Só que agora isso é coisa do passado! Em junho de 2013, descobri as trocas online em grupos do Facebook e me apaixonei pelo troca-troca virtual!

Tem muita gente oferecendo coisas que enjoou, que ficaram grandes ou pequenas, que ganharam de presente e não gostaram... Tem de tudo: sapato quase novo, perfume lacrado, chapinha e até celular! Minha primeira troca foi uma jaqueta de couro preta que estava pendurada no meu cabide há um tempão. Comprei a peça por impulso, mas nunca usava. A jaqueta era bonita, mas tinha umas ombreiras que me incomodavam. Essa era a oportunidade de desencalhar a coitada!

Look novo todo dia!

Mas confesso que senti um pouco de medo de entrar para o mundo das trocas. A gente desconfia dessas coisas pela internet, né? Só que era tanta coisa linda sendo oferecida que resolvi arriscar: mandei uma foto da minha jaqueta. Logo recebi uma proposta: um vestido de inverno maravilhoso e de marca pela minha peça! Eu tinha pago bem caro pela jaqueta, que era de couro legítimo. Talvez até valesse mais do que o vestido, mas de que me adiantava ter uma jaqueta cara no fundo do armário? Olhei o perfil da dona do vestido e vi que muitas pessoas já tinham feito trocas com ela, que era super bem recomendada no grupo. Aceitei a troca! Como eu era novata, tive que colocar meu pacote nos Correios primeiro. Foi o acordo. E assim que minha jaqueta chegou direitinho na casa da moça, ela enviou a caixinha com o meu vestido. Aliás, já usei várias vezes: ficou perfeito! Na segunda troca, eu já tinha uma recomendação e entrei no esquema normal, que funciona assim: as duas partes combinam o mesmo dia para postar nos Correios, com a mesma modalidade de frete, geralmente a mais econômica. Assim as duas recebem juntas e pagam o mesmo valor. É bem justo! Ter boas recomendações é legal porque você vai para uma espécie de lista branca, a das pessoas confiáveis. Para fazer parte dessa lista, você precisa: postar a troca na data combinada, mandar peças limpas, ser sincera sobre se a peça tem algum furinho ou mancha e mostrar todas as opções que você toparia trocar. Depois, a gente publica no grupo: “Recebi meu pacote da amiga tal e chegou tudo direitinho! Recomendo!”. Infelizmente, também tem gente na lista ruim, pessoas que não cumprem sua parte do acordo ou enviam caixas vazias e depois te bloqueiam no Facebook. Até perfil falso existe!

Já caí em uma cilada e nunca recebi a minha peça. Como a picareta deu o mesmo golpe em outras pessoas, publicamos o perfil dela nos grupos. Gente desonesta tem em todo lugar! Por isso, sempre prefira alguém que tenha um bom histórico. Vale perguntar para outra pessoa do grupo, discretamente, se ela é bem indicada. Gostei tanto do negócio que criei uma página no Facebook e batizei de “Desapegos da Célia”. Já tenho 6 mil curtidas! Coloco fotos quase todos os dias! Faço, em média, duas trocas por semana. Se acontecer de o que chegar não me servir, troco de novo! Nesse tempo todo, já fiz mais de 500 trocas virtuais! Vivo por aí, arrasando com meus looks!

Faço trocas para a família!

Minha família acha que passo tempo demais na internet. Eles têm razão, mas quer saber? Todo mundo sai ganhando! É que, além de coisas pra mim, já troquei sapatos pra minha filha, caminha para meu gato, roupa para meu marido, mantas para o sofá... Sem contar que não preciso mais daquele dinheirinho extra: minhas trocas saem de graça, com custo apenas para o frete! Cheguei a gastar uns R$ 400 por mês nos Correios com os envios das minhas trocas. E mesmo assim ainda vale muito a pena. Imagina se eu fosse comprar tudo o que conquisto nas trocas? O preço seria muito mais alto. Faço parte de seis grupos de trocas virtuais. Além de figurino novo, também ganhei amigas! É um clube da Luluzinha delicioso! E já que dessa vida nada se leva, a gente tem mesmo que trocar tudo o que pode! Meu marido brinca que só não vale trocá-lo... “Olha que se me oferecerem algo melhor, eu troco, hein?”. A gente se diverte!

Meus grupos preferidos de trocas pelo Facebook

Trocas e vendas de São Paulo

Nesse grupo trocam de tudo: roupas, acessórios, perfumes e etc. Tem pessoas do Brasil inteiro. É gigantesco, já tem 40 mil pessoas. Nele não são feitas somente trocas, mas vendas também.

Bazar das amigas

As fundadoras são do Rio de Janeiro e mostram várias roupas lindas de lá. A desvantagem é que o frete sai mais caro se você, assim como eu, for de outro estado. A pessoa também pode expor artesanatos ou bijuterias para venda. Conta com mais de 3 mil participantes.

Brechó trocas e vendas Brasil

É focado em roupas, sapatos e acessórios, novos ou usados, para troca ou venda. Dá pra achar coisas bem legais. São 500 amigas!

Bz trocas confidence

As administradoras são bem seletivas e só adicionam alguém que já tenha feito trocas com algum membro do grupo. É bem pequeno, por volta de 40 pessoas.

Não usa mais? Troca e vende aqui

São 300 pessoas e os pedidos de socorro são ótimos: “Preciso de um vestido para arrasar na balada. quem tem?”. O bacana desse grupo é que tem de tudo: roupa, celular, batedeira, carrinho de bebê, mala de viagem...

Troquinhas entre amigas

O grupo tem só 34 membros. Na descrição, a fundadora enfatiza que os objetos a serem trocados devem estar em bom estado! Vale a pena!

Célia Cotrim, 54 anos, assistente administrativa, Taboão da Serra, SP


DA REDAÇÃO

Troca-troca pela internet requer cuidados

Todo mundo tem pelo menos uma peça de roupa seminova jogada no fundo do armário! Por isso, cresce a cada dia o número de sites, grupos e blogs dedicados a promover trocas on-line. O objetivo é colocar pessoas em contato e juntar a fome com a vontade de comer: de um lado, alguém para usar o que você não quer mais; do outro, você, louquinha para diversificar o guarda-roupa! Mas vale o alerta: os sites não se responsabilizam pela entrega ou pela qualidade dos produtos. Para não cair em ciladas, é muito importante tirar todas as dúvidas com a pessoa antes. A recomendação sobre a colega de troca é o melhor caminho para fazer um bom negócio. Tente sempre achar alguém que tenha boas experiências. Fique atenta à sua segurança se por algum motivo o combinado for à troca pessoalmente: marque o encontro em local público e movimentado! Mas, em geral, o escambo on-line é muito seguro e são poucos os problemas relatados até hoje.

Fique por dentro das histórias mais impressionantes do dia. Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

02/05/2017 - 17:32

Conecte-se

Revista Sou mais Eu