Mulher ganha R$5 mil por semana para abraçar as pessoas

A abraçadora profissional cobra R$250 por hora para oferecer afeto

Equipe Sou mais Eu

Dentre os clientes de Janet estão homens de 40 a 70 anos e ex-combatentes de guerra | <i>Crédito: Reprodução
Dentre os clientes de Janet estão homens de 40 a 70 anos e ex-combatentes de guerra | Crédito: Reprodução

A norte-americana Janet Trevino, de 37 anos encontrou sua vocação como abraçadora ao procurar um trabalho extra pra completar a renda. Ela passou a atender seus primeiros clientes na cidade de San Antonio, no Texas.

Pouco tempo depois, Janet largou seu trabalho antigo e tornou a ação afetuosa como única e oficial. A procura pelo serviço aumentou e a americana passou a atender de 13h a 20h, cobrando R$250 a hora. De acordo com o tabloide britânico "Daily Mail", a terapia rende cercar de R$ 5 mil por semana.

Dentre os clientes de Janet estão homens de 40 a 70 anos e ex-combatentes de guerra, mas a americana garante que não possui público definido e atende os interessados definindo antes quais suas necessidades, por meio de uma consulta por telefone. "Preciso fazê-ls entender o que exatamente é o meu trabalho para que eu também esteja segura", explica.

Fique por dentro das histórias mais impressionantes do dia. Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

11/02/2017 - 14:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu