"Sequei 21 kg mascando chiclete!"

Além de fazer a dieta Dukan, Eliete controlou a ansiedade e a vontade de comer doce com goma de mascar sem açúcar entre as refeições

Reportagem: Daniel Lopes

ELIETE SILVA RIOS | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
ELIETE SILVA RIOS | Crédito: Arquivo Pessoal
Todo mundo diz que a gravidez é um momento mágico que toda mulher espera para se sentir plenamente realizada. O que ninguém fala é de como seu corpo se transforma e nunca mais volta a ser o mesmo. Eu, por exemplo, engravidei do meu primeiro filho, o Nicolas, quando tinha 30 anos. Estava no auge do meu peso ideal, com apenas 56 kg! Eu sabia que ia engordar com a gestação, mas o desejo de ser mãe era maior. O que eu não esperava era ganhar muito mais do que um filho... 

Engordei mais de 30 kg depois de duas gestações seguidas 

Durante a gravidez do Nicolas, foram nada menos que 24 kg a mais na balança. Nunca tinha me visto tão gorda. Achei que, amamentando, ia perder um pouco de peso. Quem dera... Continuei enorme. O pior é que, antes de o Nicolas completar 1 aninho, já engravidei do meu segundo filho, o Henri. Na nova gestação, foram mais 9 kg adicionados à balança, e eu nem tinha esperança de um dia voltar ao meu peso ideal. Quando o Henri nasceu, eu já estava com 86 kg!

Não tinha mais vontade de sair de casa nem de me arrumar 

Foi um choque pra mim. Eu sempre tinha sido magra. Nunca havia sequer chegado à marca dos 60 kg. E olha que eu nem precisava me cuidar. Sempre adorei comer doces, principalmente pães, bolos e chocolates, e nunca engordava. Parecia que eu tinha sido premiada pela natureza. Mas meus dias de magreza estavam contados... 

Depois das minhas gestações, meu metabolismo desandou. Eu me sentia horrível ao me olhar no espelho. Minhas roupas não serviam mais, meu manequim passou do 38 para o 48, não tinha vontade de sair de casa nem de me maquiar ou me arrumar. Os números da balança subiam e a minha autoestima só diminuía. Fiquei muito mal. 

Então, a partir de 2009, comecei a me mexer para perder aquele excesso de peso. Me consultei com nutricionistas, endocrinologistas, fiz reeducação alimentar, dieta dos Vigilantes do Peso, caminhadas, tomava sibutramina (um inibidor de apetite)... Só que nada funcionava. Perdia uns quilos e já recuperava no mês seguinte. É que eu não tinha disciplina para continuar. 

Descobri os benefícios da goma de mascar meio sem querer 

Foi então que, há um ano, pesquisando na internet, conheci a famosa dieta Dukan, que limita o consumo de carboidratos e estimula o de proteínas. Os cardápios pareciam bem rígidos e difíceis de seguir, mas achei que eu estava precisando mesmo de um desafio para me livrar daqueles quilos excedentes. Decidi que era a hora de encarar! 

Comecei a dieta em junho do ano passado e logo vi que não seria fácil. Me sentia fraca pela falta de carboidratos e, por isso, não conseguia fazer exercícios. Para controlar a ansiedade que me fazia comer sem parar, passei a mascar um chiclete sem açúcar entre cada refeição. Descobri essa estratégia meio sem querer. Ela inibia minha gula. Eram até cinco chicletes no mesmo dia! 

Outra coisa que me ajudava muito era comer um iogurte desnatado misturado com leite em pó desnatado antes de dormir. Essa combinação tirava a vontade que eu sentia de comer doces. 

Hoje estou melhor do que antes das duas gestações! 

Deu mais que certo: após um ano na dieta, consegui chegar aos 65 kg. Com muita determinação, eliminei 21 kg e reconquistei a silhueta que desejei durante anos! Para melhorar o corpão, fiz uma abdominoplastia há três meses para me livrar do excesso de pele na barriga e levantei os seios, que sofreram com a gravidade depois de cinco anos consecutivos de amamentação. 

Hoje sou uma nova mulher! Renovei meu guarda-roupa, me sinto bela e poderosa ao sair de casa e me acho ainda melhor do que antes da gravidez. Meus filhos são lindos e agora têm uma mamãe tão bonita quanto eles! - ELIETE SILVA RIOS, 41 anos, caixa, Mairiporã, SP

O cardápio da Eliete - Cardápio avaliado pela nutricionista Luana Stoduto

Café da manhã
• 1 tigela rasa de mingau feito com 1 ½ colher de farelo de aveia, 250 ml de leite desnatado e adoçante a gosto 

Lanche da manhã
• 1 xícara (100 ml) de café com leite desnatado
• 1 fatia fina de queijo magro 

Almoço
• 1 filé de frango grelhado com pimentão e cebola OU 1 omelete feita com 2 ovos, tomate e cebola picados, 2 fatias de presunto magro e tempero a gosto. De quarta a domingo: nestes dias da semana, são introduzidos os carboidratos, como 2 colheres (sopa) de arroz integral e 1 porção de legumes 


Dica da nutricionista: Recomendo acrescentar uma salada verde, com folhas variadas, no almoço de todos os dias. 

Lanche da tarde
• 1 fatia fina de queijo magro 

Dica da nutricionista: Acrescente 1 xícara de chá. 

Jantar
• 1 porção média de carne magra cozida. De quarta a domingo: nestes dias da semana, são introduzidos os carboidratos, como 2 colheres (sopa) de arroz integral e 1 porção de legumes. 

Dica da nutricionista: A sugestão da salada verde com folhas variadas também vale para o jantar. 

Ceia
• 1 unidade de iogurte desnatado misturado com leite em pó desnatado e adoçante

Mascar chiclete aumenta saciedade

Um estudo de 2011, realizado pelo Instituto de Ciências Psicológicas da Universidade de Leeds, no Reino Unido, apontou que o hábito de mascar chicletes aumenta a sensação de saciedade e reduz a vontade de beliscar entre as refeições. A nutricionista Luana Stoduto completa: “O chiclete sem açúcar ainda diminui a vontade de comer doce, já que possui adoçantes que satisfazem esse desejo”. O segredo das gomas de mascar é justamente fazer com que a pessoa sinta que já comeu. “Você se sente satisfeito mais rapidamente porque elas dão a sensação de estômago cheio”, explica a especialista. Segundo ela, a versão sem açúcar é pouco calórica.

Cuidado com o excesso!
Apesar dos benefícios, é preciso atenção ao mascar uma quantidade grande de chicletes. “O consumo diário não é indicado, pois a pessoa pode desenvolver um problema estomacal em decorrência da grande produção de suco gástrico pela mastigação excessiva”, defende Luana. 

Dica de consumo
A sugestão da nutri é menor do que a quantidade consumida pela Eliete: “Indico, no máximo, duas unidades de chiclete por dia, entre as refeições”.







09/11/2015 - 09:30

Conecte-se

Revista Sou mais Eu