"Perdi 40 kg com meu chá antigordura!"

A bebida com chá-verde, gengibre e limão acelera o metabolismo, acaba com o inchaço e dá mais energia

Reportagem: Christiane Oliveira

FLÁVIA CRISTINA SANTOS | <i>Crédito: Sou Mais Eu Digital
FLÁVIA CRISTINA SANTOS | Crédito: Sou Mais Eu Digital
Quando nos casamos, eu e o Cláudio éramos muito parceiros. Íamos ao clube, barzinhos, viajávamos... Mas, depois de sete anos de casamento, atingi quase três dígitos na balança e tudo mudou. Com 97 kg, eu não tinha a mínima vontade de sair com meu marido. Sentia tanta vergonha do meu corpo que nem relações a gente tinha mais. Eu até tentava emagrecer, mas desistia das dietas logo no começo. 

Aí, em janeiro do ano passado, entrei numa loja e perguntei à vendedora: “Por favor, gostaria de ver aquela calça...” Ela já respondeu: “Desculpe, mas não temos sua numeração”. Envergonhada, falei: “Mas não é pra mim, é para presente”. A vendedora pediu desculpas e eu saí da loja arrasada. Fui direto para o supermercado. Comprei uma caixa de bombons e comi inteirinha. Quando terminei, fui tomada por uma revolta contra mim mesma e decidi: nunca mais deixaria ninguém me humilhar desse jeito! Eu ia emagrecer! 

Sofro com o sobrepeso desde criança porque comia demais. Mantive esse descontrole até meus 25 anos, quando comecei a tomar remédios com orientação médica e consegui emagrecer. Pela primeira vez na vida, estava com meus desejados 60 kg. 

Minha vida não poderia estar melhor. Meu corpo, meu casamento, minha autoestima, tudo perfeito. Aí, com 28 anos, fiquei grávida da Ana. Só que, durante a gravidez, ganhei 37 kg e atingi os 97 kg. Parei de trabalhar pra cuidar da Ana e meu passatempo era comer. Não perdi mais nenhum quilo. 

Eu mal conseguia brincar com minha filha e meu colesterol estava alto, assim como minha pressão. Quase não saía do sofá e evitava passar na frente do espelho. Até que, em janeiro do ano passado, minha ficha começou a cair quando percebi que meu casamento estava por um fio. O Claudio não reclamava do meu corpo, mas a gente brigava porque eu me recusava a sair com ele e a fazer sexo, por ter vergonha de ficar nua na frente dele. Era a hora de mudar, por mim e pelo amor que sentia pelo meu marido. 

Eliminei 12 kg logo no primeiro mês! 

Comecei a pesquisar sobre reeducação alimentar na internet e fui até uma nutricionista para montar meu cardápio. Mas eu mesma já cortei doces e frituras, troquei massa branca por integral e comecei a tomar 4 litros de água por dia. Também passei a comer pés de galinha cozidos todos os dias, pois vi num programa que eles tinham bastante colágeno e evitavam a flacidez. Morria de medo de ficar molenga depois de emagrecer. 

Logo no primeiro mês, eliminei 12 kg! Continuei com a dieta e, após cinco meses, já tinha perdido 20 kg. Mas aí estagnei. Corri para a internet para achar algo que pudesse me ajudar e encontrei o chá- -verde com gengibre e limão.

Li que a bebida era desintoxicante e termogênica, e passei a tomar 1 litro por dia. 

Também caminhava diariamente por uma hora. Com o tempo, comecei a dar pequenos trotes e, quando vi, já estava correndo 5 km por dia! Aí o resultado apareceu: nos sete meses seguintes, despachei mais 20 kg. No total, sequei nada menos que 40 kg! E os pés de galinha funcionaram mesmo: está tudo durinho aqui! 

Hoje, eu e meu marido estamos muito felizes. Voltei a ser a companheira dele para o que der e vier e nossa vida sexual está ótima! Agora tenho o maior orgulho do meu corpo e não tenho o menor problema em ficar sem roupa na frente dele. Além disso, minha rotina com a Ana também mudou: brinco com ela todos os dias no maior pique! Isso sem falar que minha dieta me rendeu uma nova atividade: virei corredora! Tenho até patrocinador! Emagrecer me trouxe a autoestima de volta e me fez descobrir a corrida. Hoje sou uma mulher completa! - FLÁVIA CRISTINA SANTOS, 32 anos, dona de casa, Belo Horizonte, MG

O cardápio da Flávia - Avaliado pela nutricionista Luana Stoduto

Desjejum
• 200 ml de chá-verde com gengibre e limão
• ½ batata-doce cozida 

Café da manhã
• 1 xícara (chá) de café com adoçante
• 1 fatia de pão integral com ricota 

Dica da nutricionista: Recomendo acrescentar mais uma fatia de pão e um ovo mexido com ricota. 

Almoço
• 4 pés de galinha cozidos
• 1 pedaço médio de batata-doce
• Salada mista à vontade 

Lanche da tarde
• O mesmo do café da manhã
• ½ fruta 

Dica da nutricionista: Coma uma fruta inteira. 

Jantar
• 2 ovos cozidos ou 150 g de peito de frango grelhado
• 150 g de batata-doce cozida
• Salada mista à vontade 

Ceia
• ½ fruta com 100 ml de leite desnatado ou iogurte natural ou 1 punhado de granola tradicional 

Minha dica: Tomar o chá-verde com gengibre e limão até as 17 h, para não afetar o sono.

Fotos: Shutterstock

Chá-verde com gengibre e limão desincha e queima

Para voltar a emagrecer e sair do efeito platô, a Flávia apostou na mistura de chá-verde, gengibre e limão. “O gengibre possui efeito termogênico e potencializa a ação do chá-verde”, afirma a nutricionista Luana Stoduto. Ela descreve as principais propriedades da bebida:

➜ Reduz o inchaço porque a cafeína é diurética. 

➜ Possui efeito termogênico, ou seja, acelera o metabolismo e aumenta a queima de gordura. 

➜ O chá é antioxidante, ou seja, ajuda a eliminar toxinas do organismo, o que favorece a perda de peso.

Indicação de consumo
No máximo, 2 litros ao longo do dia, meia hora antes das refeições ou duas horas depois. Evite consumir depois das 17 h para não atrapalhar o sono. 

Quem não pode tomar?
Pessoas com pressão alta, gastrite e úlcera. Gestantes também devem evitar o consumo da bebida.

A receita do chá emagrecedor da Flávia

Ingredientes
• 1 litro de água
• 1 punhado de chá-verde (ervas secas)
• 1 limão em rodelas 

Modo de preparo
Ferva a água, coloque as ervas, tampe e deixe esfriar. Quando estiver frio, acrescente as rodelas de limão.

Pé de galinha assado ou cozido evita a flacidez da pele e dá firmeza à unha

Para não ficar flácida depois do emagrecimento, a Flávia comia pés de galinha cozidos todos os dias. “Eles dão firmeza à pele e as unhas porque contêm bastante colágeno. Mas não fazem milagre. É preciso associá-los com a atividade física regular e com a alimentação saudável”, orienta a nutricionista Luana Stoduto. Segundo a especialista, pés de galinha não são gordurosos e podem ser consumidos sem preocupação, desde que assados ou cozidos – nada de fritura!





19/10/2015 - 13:30

Conecte-se

Revista Sou mais Eu