"Perdi 33 kg com receitas de farelo de aveia: oba!"

Sem usar farinha branca, Bárbara faz pães, panquecas e bolos que tiram a fome e ajudam a emagrecer!

Reportagem: Daniel Lopes

BÁRBARA RODRIGUES DE MELO BRITO | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
BÁRBARA RODRIGUES DE MELO BRITO | Crédito: Arquivo Pessoal
Eu estava voltando das minhas férias de um mês em São Paulo, em fevereiro do ano passado. Aproveitei bastante: comi, bebi, passeei, fiz muitas comprinhas e já sofria só de pensar em voltar pra rotina pesada da empresa. Quando acordei na segunda-feira para retornar ao trabalho, fui procurar uma calça social no armário e não encontrei nenhuma que me servisse. Todas eram tamanho 48 e nem assim entravam em mim. Minhas férias me deixaram ainda mais gorda! Eu me recusava a comprar roupas no manequim 50. Só havia uma saída: ou eu emagrecia ou... emagrecia. 

Trabalhava 12 horas por dia e acabava descontando na comida 

Meus problemas com o sobrepeso começaram quando entrei na faculdade, aos 17 anos. Na época, eu era uma menina magra de 68 kg distribuídos em 1,69 m de altura. Mas, ao ir morar sozinha para estudar em outra cidade, acabei descuidando da alimentação. Para piorar, engravidei um ano depois de iniciar o curso. Foram 23 kg a mais durante a gestação – só consegui eliminar 11 deles depois que o Tulio nasceu. Voltei para as aulas e continuei engordando sem parar, com a desculpa de não conseguir me cuidar por causa da rotina atribulada de estudos e do trabalho que consegui no 2º ano de faculdade. 

Depois de formada, passei a trabalhar numa grande empresa onde passava cerca de 12 horas por dia. Era demais pra mim! Ficava tão estressada que descontava toda minha raiva e frustração na comida. Nos piores dias, chegava a devorar uma torta de chocolate inteira para me sentir mais feliz. 

Durante a semana, meu cardápio só tinha alimentos que engordam: pães, frituras, refrigerantes e muitos doces. Isso sem contar o almoço na firma, onde eu enchia o prato até transbordar de comida! Com essa rotina, ao longo de dez anos, engordei nada menos que 40 kg e ultrapassei a fronteira de três números na balança. Não dava pra continuar daquele jeito... 

Já estava doente e precisei dar um basta na obesidade! 

A essa altura, início do ano passado, eu já tinha tentado todos os tipos de dieta e tomado aqueles shakes que substituem a refeição. Nada funcionava. Acabava relaxando e nunca seguia o cardápio certinho. Me inscrevia na academia, pagava a primeira mensalidade e nunca tinha tempo pra malhar. Mas, daquela vez, as coisas seriam diferentes! Não ia aceitar comprar roupas ainda maiores pra mim. Eu já estava me sentindo muito mal com minha aparência, sem vontade de me arrumar, me cuidar, totalmente pra baixo. 

E os reflexos da obesidade estavam afetando minha saúde: eu tinha pressão alta, dores nas articulações, insônia, taxas alteradas de colesterol e de glicose no sangue. Precisava de uma mudança total! 

Após dois meses de dieta, já comecei a receber elogios 

Preferi começar minha reeducação de maneira lenta. Como seguir dietas muito radicais não tinha funcionado antes, queria ir com calma. Fui pesquisando na internet, seguindo perfis de vida fitness no Instagram e blogs de reeducação alimentar para me inspirar. Comecei cortando frituras e refrigerante durante a semana, além de diminuir quantidades dos outros alimentos. 

O que mais me fazia sofrer era a falta dos doces que eu tanto amava. Foi então que descobri o farelo de aveia. Ele substitui a farinha branca, só que é mais benéfico para a saúde. O mais legal é que o farelo é muito versátil: aprendi várias receitas para preparar no dia a dia, como panquecas, bolos, tortas e pães. Tudo uma delícia! 

Depois de dois meses me alimentando melhor, as pessoas já começaram a notar a diferença. Meus familiares, amigos e colegas de trabalho passaram a me elogiar e isso me motivava a continuar firme no meu propósito! Como ainda não tinha tempo para me exercitar, comecei a dançar zumba em casa, quando chegava do trabalho. A dança era divertida e me fazia gastar muitas calorias! 

Em dezembro, após quase um ano de dieta, finalmente me demiti da empresa em que trabalhava. Meu marido foi transferido para outra cidade e nós mudamos pra lá. Nessa época, eu já tinha perdido 20 kg só mudando a alimentação. Aí, sem trabalhar, tive mais tempo para cuidar de mim. Me matriculei na academia e até hoje malho pelo menos uma hora por dia, de segunda a sábado. Os exercícios fizeram toda a diferença na minha perda de peso: desde então, já eliminei mais 13 kg! Cheguei aos 75 kg, com tudo em cima graças à malhação!

Hoje sou só alegria com meu novo peso, 33 kg mais magra do que antes! Agora tenho o maior prazer em sair, me produzir e estou sempre ao lado do meu marido e do meu filho. Me sinto realizada ao ver tudo que alcancei sem precisar de dietas mirabolantes ou cirurgias plásticas. 

Fiz questão de contar todo meu processo de blog que criei no Facebook (Ficando Bárbara) no começo deste ano, depois que emagreci. É uma delícia ler os comentários das leitoras me apoiando e poder ajudar mulheres que enfrentam o mesmo problema com um sorriso no rosto emagrecimento num que enfrentei. Estou orgulhosa! - BÁRBARA RODRIGUES DE MELO BRITO, 28 anos, engenheira química, Igrejinha, RS

O cardápio da Bárbara - *AVALIADO PELA NUTRICIONISTA LILIAN LITZ

Café da manhã
• 1 panqueca de farelo de aveia com queijo e presunto magro
• 2 morangos
• 1 xícara de café com adoçante 

Lanche da manhã
• 1 tapioca com recheio de frango desfiado 

Almoço
• 2 colheres (sopa) cheias de arroz integral
• 1 porção de brócolis
• 1 filé de peixe
• Salada à vontade (com alface, tomate e pepino) 

Café da tarde
• Bolo de micro-ondas de farelo de aveia 

*Dica da nutricionista: Recomendo o consumo de uma fatia fina do bolo ou a substituição por uma xícara (chá) de um mix de castanhas. 

Jantar
• 1 porção de couve-flor
• 1 filé de frango grelhado
• Salada à vontade (com alface, tomate e pepino)

Farelo de aveia melhora o intestino, retarda a fome e a absorção de açúcar

Substituir a farinha branca pelo farelo de aveia foi uma aposta saborosa e certeira da Bárbara. “Ele pode substituir a farinha de trigo, a farinha de rosca e até a farinha de mandioca”, explica a nutricionista Lilian Litz. “Por conter fibras solúveis, retarda a digestão e aumenta a sensação de saciedade”, completa. A especialista aponta as principais propriedades do farelo de aveia:

Farelo x Farinha branca?
O valor calórico do farelo de aveia é semelhante ao da farinha de trigo, mas o primeiro melhora o funcionamento do intestino, retarda a fome e faz o organismo absorver o açúcar mais lentamente. Tudo isso contribui para o emagrecimento.

Cuidados ao consumir
Pessoas com restrição ao glúten não devem consumir o farelo de aveia. Como ele é rico em fibras e em carboidratos, não se deve consumir mais que duas colheres (sopa) por dia (cerca de 30 g), para não ter o efeito contrário e engordar.

BOLO DE MICRO-ONDAS DE FARELO DE AVEIA


Ingredientes
✓ 1 ovo
✓ 1 colher (sopa) de farelo de aveia
✓ 1 colher (sopa) de adoçante
✓ 1 banana amassada
✓ 1 colher (chá) de fermento químico
✓ Canela para decorar 

Modo de preparo
Misture tudo com um garfo dentro de uma caneca. Leve ao micro-ondas por um minuto e meio. Depois de pronto, você pode acrescentar dois pedaços de chocolate 70% cacau no meio da massa e levar ao micro-ondas por 30 segundos.

PANQUECA DE FARELO DE AVEIA


Ingredientes
✓ 1 ovo
✓ 1 colher (sopa) de farelo de aveia
✓ 1 colher (sopa) de água mineral
✓ 2 fatias finas de presunto magro
✓ 1 fatia de queijo prato
✓ Sal a gosto 

Modo de preparo
Misture todos os ingredientes com o garfo e despeje a massa numa frigideira antiaderente. Asse dos dois lados por cerca de dois minutos. Coloque o recheio de sua preferência sobre a panqueca. Dobre ao meio e está pronta para consumo!






13/11/2015 - 10:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu