"Perdi 28 kg com a água destilada!"

Com esse líquido sem sais minerais nem impurezas, Mariane conseguiu o corpo que sempre quis!

Reportagem: Daniel Lopes

MARIANE CAMPOS BERLIM | <i>Crédito: Divulgação
MARIANE CAMPOS BERLIM | Crédito: Divulgação
Eu estava olhando meu Facebook quando recebi mensagem de um desconhecido. “Está a fim de sair comigo?”, ele mandou. Eu não queria me envolver com ninguém e, educadamente, disse que não estava interessada. Ele desandou a me xingar: “Sua gorda ridícula! Eu nunca sairia com você. Já se olhou no espelho? Você é horrorosa!” Então, passou a me enviar fotos minhas nas mensagens. Fotos roubadas do meu próprio perfil no Face que mostravam como eu estava gorda, e descuidada. 

Até então, não tinha me dado conta de que eu estava totalmente fora do meu peso e parecia tão feia. Aquelas ofensas abriram meus olhos para um problema que se arrastava havia cinco anos e não poderia mais se sustentar. Aquilo despertou uma vontade grande de mudar. Aquele março de 2015 seria o início da minha guinada! 

Meu marido me trocou por outra pessoa e eu desabei 

Quando me casei, com 17 anos, pesava só 54 kg. Fui uma criança e adolescente magra. Aos 21, engravidei e as coisas começaram a desandar. Só durante a gestação, cheguei à marca dos 78 kg! Pra piorar, no sétimo mês de gravidez meu marido faleceu e me vi sozinha. O João Pedro nasceu prematuro e a comida virou minha companhia inseparável. Nunca consegui voltar ao meu peso ideal. Quatro anos mais tarde, em 2010, me casei novamente e tive o Benjamin. Nessa gravidez, engordei somente 6 kg, mas o que veio depois dela é que realmente me destruiu. Meu marido me trocou por outra pessoa! 

Entrei em depressão. Ficava enclausurada em casa, sem vontade de sair, me arrumar ou me sentir bonita. Minha alimentação foi de mal a pior. Todas as noites, devorava uma barra de chocolate inteira e um refrigerante de 2 litros! Exercício? Nem pensar! Assim, cheguei ao ápice do meu peso, 112 kg. 

Até que, no fim do ano passado, do nada, tive um AVC. Fui levada às pressas para o hospital. A médica me explicou que o problema foi causado pelo meu excesso de peso. Pior: eu era completamente sedentária e ainda fumava um maço e meio por dia! 

O alerta da doutora não adiantou. No mês seguinte, outro AVC. Desta vez, ela foi enfática: “Se você não se cuidar, vai morrer”. Larguei o cigarro, mas não quis começar nenhuma dieta. Ao longo daqueles últimos cinco anos, tinha tentado vários regimes e até havia ido a algumas nutricionistas, mas meu peso nunca chegava ao normal. Desistia da dieta no meio e continuava gorda. Estacionada nos 90 kg, apelei para a cirurgia de redução do estômago: marquei para novembro de 2015. Faltava quase um ano. 

Ia fazer a redução de estômago, mas consegui perder peso sozinha 

Mas aí, logo depois da ofensa que recebi no Face, em março deste ano, decidi que ia me transformar de uma vez. Passei a me movimentar mais: deixei o carro na garagem e ia andando pra tudo quanto é canto. Pesquisei na internet e descobri uma moça que tinha emagrecido 50 kg com a dieta Dukan. Como ela é bastante restritiva, fiz pequenas adaptações e incluí um pouco de carboidratos. Também descobri receitas especiais feitas só com proteínas. Para completar, passei a tomar um suco detox todos os dias. 

Fiquei tão animada que criei um blog para registrar meu avanço. Logo no primeiro mês, foram 12 kg perdidos! Mais outro mês de dieta e eu já tinha secado 17 kg no total! Aí, no terceiro mês, perdi mais 2 kg e meu peso estagnou. Seguia a dieta direitinho, mas não emagrecia mais nada! Era o tal do efeito platô: eu precisava mudar alguma coisa no processo pra continuar perdendo peso.

Acordava com um peso e à noite estava 2 kg mais magra! 

Foi aí que um amigo fisiculturista me indicou a água destilada. Ele me explicou que, por ser pura, sem sais e impurezas, limpava o organismo, retirando o excesso de resíduos e secando a gordura. Resolvi investir! Nas lojas de produtos hospitalares, o galão de 5 litros custa só R$ 12. 

A partir do quarto mês de dieta, passei a consumir pelo menos 3 litros por dia da água destilada, pura ou misturada no suco detox, e continuava com o regime e a caminhada. Percebia a diferença no mesmo dia! De manhã, acordava com um peso e no fim da noite estava até 2 kg mais magra! Foram mais 9 kg perdidos nesse último mês, me fazendo atingir o peso que sempre sonhei: 62 kg. Consegui perder 28 kg em apenas quatro meses! Desmarquei até a cirurgia de redução de estômago! 

Com o corpo que sempre quis, passei a sentir prazer em me produzir, me arrumar. Como era boa a sensação de ter vencido a depressão e a obesidade sem remédios nem tratamentos malucos! 

Decidi “agradecer” a quem mais me ajudou nesse processo, mandando mensagem para o safado que tinha me xingado no Facebook. O descarado disse que não se lembrava de mim. Aí, foi ver minhas fotos, pediu desculpas e me chamou para sair de novo. Se eu aceitei? É claro que não! Esse corpo conquistado com muito suor nunca vai passar nem perto dele. Baba, baby! - MARIANE CAMPOS BERLIM, 31 anos, empresária, Paranaguá, PR

O cardápio de Mariane - Avaliado pela nutricionista Luana Stoduto

Café da manhã
• 300 ml de suco detox
• 2 fatias de pão integral com requeijão ligth OU omelete feita com 1 gema e 3 claras
• 1 fatia de presunto
• 1 queijo Polenguinho® light
• 1 xícara de café com leite desnatado 

Lanche da manhã
• 90 g de iogurte natural desnatado OU 300 ml de leite desnatado batido com suco em pó light 

Dica da nutricionista: Acrescentaria uma fruta ao iogurte (picada ou batida com o próprio iogurte). Retiraria o suco em pó. 

Almoço
• 3 tipos de folhas à vontade
• 1 porção de verdura cozida (abobrinha ou couve-manteiga)
• 1 filé de frango grande grelhado 

Dica da nutricionista: Recomendo acrescentar mais legumes e folhas para a refeição não ficar pobre e a fome não voltar rápido. 

Lanche da tarde
• 1 prato (raso) de mingau de farelo de aveia feito com leite desnatado, leite e canela OU 1 porção de gelatina 

Dica da nutricionista: À gelatina, sugiro acrescentar leite desnatado. Bata junto para ficar cremoso. 

Jantar
• 1 prato (fundo) de sopa de legumes 

Dica da nutricionista: Na sopa, adicionaria alguma proteína: carne bovina magra ou frango. Só os legumes não são suficientes. 

Conheça os benefícios da água destilada!

A água destilada não é imprópria para consumo. “Ela não é prejudicial ao organismo e não causa efeitos colaterais”, diz a nutri Luana Stoduto. A diferença em relação à água normal é a ausência completa de sais minerais e impurezas, o que a torna totalmente pura. “A desvantagem da destilada é que a maioria dos minerais naturais, como cálcio e ferro, vão embora com as impurezas”, diz a nutricionista clínica Deborah Lopes.

Como funciona?
A água destilada, por si só, não faz emagrecer. “O grande segredo é que ela ajuda a desinchar o corpo, impedindo a retenção de sais e se livrando do acúmulo de resíduos na urina”, esclarece Luana.

Contraindicações?
“Não há contraindicação, mas a pessoa que consumir não estará absorvendo nutrientes que a água normal tem. Por isso, deve compensar com uma dieta repleta de legumes e verduras”, conclui Luana. 

Indicação de consumo
Até 4 litros por dia, segundo Luana. “Mas o ideal é não ingerir a água destilada por mais de três meses consecutivos. Faça uma pausa”, alerta.

ATENÇÃO!
Não tome a água destilada antes de consultar um médico ou nutricionista.

SAIBA ONDE COMPRAR A ÁGUA DESTILADA
Diferente da água convencional vendida em supermercados, a água destilada é vendida em farmácias ou lojas de produtos hospitalares.


Receita do suco detox com água destilada da Mari

Ingredientes
• 5 colheres (chá) de hibisco e 3 colheres (chá) de cavalinha fervidas em 1 litro de água destilada
• 1 pedaço médio de gengibre
• 1 colher (chá) de linhaça dourada
• 1 colher (chá) de chá-verde
• 1 colher (chá) de colágeno
• 1 colher (chá) de berinjela em pó
• ½ maçã pequena 

Modo de preparo
Bata tudo no liquidificador e beba gelado. 

Dicas da nutri Deborah Lopes
• O hibisco, a cavalinha, o chá-verde e o gengibre aceleram o metabolismo. A linhaça, a maçã e a berinjela são ricas em fibras, reduzindo a absorção de gordura e dando mais saciedade. O colágeno faz bem para a pele e para os músculos.

Cuidado: gestantes, crianças e pessoas com pressão baixa ou enxaqueca não devem consumir.

Foto: Shutterstock





08/10/2015 - 10:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu