Dieta: "Sequei 31 kg com o chá de canela com gengibre"

Além de refrescante, a bebida acelera a queima de gordura

Reportagem: Caroline Cabral

ROMEYKA AGUIAR | <i>Crédito: Arquivo Pessoal
ROMEYKA AGUIAR | Crédito: Arquivo Pessoal
Que eu estava acima do peso não era novidade – tinha chegado a surreais 90 kg aos 32 anos. Eu precisava vestir calças legging tamanho GG pra tudo, mas já estava ficando feio usar o mesmo tipo de roupa todo dia. Como nenhum jeans do meu armário se atrevia a entrar em mim, fui atrás de um novo. Entrei numa loja de departamentos, que não tem aquelas vendedoras chatas, e escolhi o maior número que encontrei na arara, um 46. No provador, a calça gigante não passou sequer pela minha coxa. Acho que foi a primeira vez que me vi como todos já me viam: gorda. Encarei aquela cena no espelho e me recusei a procurar um modelo 48. Saí da loja em um minuto, decidida a nunca mais passar por algo assim. Eu ia baixar meu manequim a qualquer preço!

Cortei tudo que engorda, menos chocolate: aprendi a administrar 

Comecei a ganhar peso em 2006, quando engravidei pela primeira vez. Junto com a Gabriela vieram 22 kg extras. Em 2008, dei à luz Lucas e ganhei mais 10 kg. Passei a ouvir amigos me chamando de gordinha. Era de morrer! Cheguei a deixar de ir a um casamento por não ter uma roupa que me servisse. Meu marido teve que ir sozinho... Com um peso gigantesco, me dei conta de que era hora de dar um jeito na minha vida. 

Fui a um endocrinologista e ele tirou uma dieta pronta da gaveta. E me receitou sibutramina, um remédio inibidor de apetite. Não era a primeira vez que um médico me sugeria dietas genéricas que não condiziam com minha real necessidade. Me recusei a seguir as orientações dele!

Então, passei a estudar muito para poder mandar no que eu comia. Comecei a pesquisar em blogs e revistas e separei todas as dicas de alimentação saudável que eu poderia incorporar ao meu dia a dia. De cara, cortei fritura, doces e açúcar. Quer dizer, quase todos os doces. Como sou chocólatra assumida, não consegui tirar essa delícia do cardápio. Passei a ingerir pequenas quantidades da versão com 70% de cacau, bem menos calórica. Uma das maiores dificuldades foi ajustar a quantidade. O indicado é apenas 30 g por dia – na minha época de pé na jaca chegava a devorar uma barra das grandes sozinha! Hoje deixo para comer a barrinha de 30 g no final do dia, quando a vontade pelo doce aumenta. 

Em agosto de 2008, minha alimentação estava completamente mudada. Troquei os ingredientes de tudo que comia normalmente. No lugar dos queijos calóricos, passei a usar a ricota. Também substituí os pães pela versão integral. Antes, praticamente não comia legumes e saladas. Experimentei rúcula, agrião, tomate e palmito e achei muito saborosos. Hoje eles preenchem metade do meu prato! A outra metade completo com legumes refogados e uma proteína magra, como frango ou peixe grelhados. 

Coloco o chá numa garrafinha e vou tomando ao longo do dia 

Também faço purê de batata-doce e muita omelete misturada com tapioca. A lasanha de queijo que eu adorava deu lugar a uma versão de ricota com espinafre e molho de tomate. Meu estrogonofe passou a ser feito com frango e creme de ricota, nada de creme de leite. 

Mas meu principal companheiro de dieta foi o chá de canela com gengibre, que descobri na internet. Passei a preparar 1 litro diariamente pela manhã. Coloco numa garrafa e tomo ao longo do dia, geladinho. A bebida hidrata e acelera o metabolismo, estimulando a queima de gordura. Funciona que é uma beleza! 

Com essas mudanças nada radicais e sem exercícios, consegui eliminar 20 kg em dois anos. Só que aí comecei a sofrer com o efeito sanfona. Em 2011, meu peso oscilava 4 kg a cada mês! Dei um fim nisso quando comecei a correr e fazer musculação na academia. Aí, perdi mais 11 kg em um ano. Hoje, corro de 5 km a 10 km na rua, três vezes por semana, e faço musculação de segunda a quinta. As pessoas dizem que estou parecendo dez anos mais jovem! Com meu novo corpo, tenho mais disposição para viver. Acordo e já quero me arrumar, me sinto bonita! 

As pessoas comentam que pareço dez anos mais jovem, imagina! Tudo isso é fruto do meu esforço e minha determinação para me tornar uma mulher mais saudável. Se eu puder dar uma dica pra quem pretende começar uma dieta é esta: faça dela um estilo de vida, não deixe que seja apenas uma fase. Tenho um diário on-line que me ajudou a seguir firme e descobrir novas receitas. Está no meu Instagram: @dietaeprazer. Como o nome diz, provo que é possível, sim, unir as duas coisas. Nos vemos lá! - ROMEYKA AGUIAR, 36 anos, confeiteira, São Paulo, SP

O cardápio da Romeyka

Café da manhã
• 3 torradas integrais com queijo cottage e geleia zero ou pasta de amendoim
• 1 xícara de café com adoçante
• ½ mamão OU 2 fatias de pão integral
• 1 fatia de queijo branco
• 1 xícara de café com adoçante
• ½ mamão 

Dica da nutricionista: Incluir mais uma fonte de proteína (iogurte ou leite desnatado), 1 colher (sobremesa) de grãos ou cereais (chia ou linhaça dourada). Quando optar pelo pão integral, ingerir uma fatia apenas, e consumir duas torradas em vez de três. 

Lanche da manhã
• 1 copo de suco verde feito com 1 fatia de abacaxi, 1 rodela de gengibre, 1 folha de couve, 1 punhado de hortelã e 1 copo de água gelada OU
• 1 taça de fruta (morango ou manga ou abacaxi ou banana) • 3 colheres (sopa) de iogurte natural light
• 2 colheres (sopa) de granola 

Dica da nutricionista: Opção para substituir essa refeição: 1 pote de iogurte desnatado + 2 castanhas-do-pará. 

Almoço
• ½ prato de salada de folhas, tomate e pepino • Legumes refogados (abobrinha ou berinjela ou ervilha-torta ou vagem ou cenoura)
• 1 colher (sopa) de arroz integral ou purê de mandioquinha ou batata-doce • 1 concha de feijão • 1 fi lé de frango ou peixe grelhado 

Dica da nutricionista: Incluir 1 fruta cítrica como sobremesa para aumentar a absorção de ferro da carne e do feijão. 

Lanche da tarde (pós-treino)
• Repetir o café da manhã
• 1 fruta OU
• 2 castanhas-do-pará 

Dica da nutricionista: Para pegar mais leve: 1 pote de iogurte desnatado líquido (180 ml) ou 1 fatia média de queijo magro + 1 fruta. 

Jantar
• 1 prato fundo de sopa de legumes ou 1 omelete feita com 1 ovo, 2 claras, alho-poró, cebola, 1 tomate, cheiro-verde
• 2 colheres (sopa) de tapioca OU
• 1 prato de salada
• 1 porção de legumes refogados
• 1 filé de frango ou peixe grelhado
• 1 colher de purê de batata-doce ou mandioquinha 

Dica da nutricionista: Adicionar 1 fruta. 

Ceia
1 iogurte zero OU 1 xícara de creme de abacate 

Dica da nutricionista: A ceia não é necessária.

Chá de canela com gengibre acelera gasto energético

Para auxiliar seu emagrecimento, a Romeyka passou a ingerir 1 litro de chá gelado de canela com gengibre diariamente. Para a nutricionista Fernanda Giannella, a decisão foi sábia, “pois a bebida pode ser uma eficiente aliada na perda de gordura corporal pelas propriedades termogênicas da canela e do gengibre, que aceleram o metabolismo e aumentam o gasto energético”. Segundo a especialista, o gengibre ainda ajuda a combater o envelhecimento e é digestivo, o que favorece a perda de peso. Confira as dicas da nutri para se beneficiar do chá na sua dieta: 


✔ Consuma o chá quente logo depois de pronto (uma boa alternativa é manter em garrafa térmica). 
✔ Na hora de preparar o chá, ferva a água já com os paus de canela (não faça infusão) e adicione cravo para potencializar o efeito termogênico. 
✔ Só adicione o gengibre quando o chá estiver pronto. Tampe o recipiente, deixando em infusão por cerca de 5 minutos. 
✔ O ideal é consumir pelo menos duas xícaras por dia, antes das 16 h, para não interferir no sono. 
✔ Pessoas com problemas de pressão ou cardiovasculares devem evitar a bebida ou consultar um médico. 
✔ Use a canela para dar sabor e aroma a outros pratos e bebidas.


RECEITA DO MEU CHÁ DE CANELA

Ingredientes
✓ 1 litro de água
✓ 3 paus de canela
✓ 1 rodela de gengibre 

Modo de preparo
Ferva a água, adicione a canela e o gengibre e abafe com um pano ou uma tampa. Espere esfriar ou leve à geladeira para tomar gelado.


28/01/2016 - 11:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu