Perdão pode ser oportunidade de reaproximação e recomeço

Quem perdoa não pode guardar mágoas, para não minar a relação

Sou Mais Eu digital

Perdão | <i>Crédito: Divulgação
Perdão | Crédito: Divulgação
Em geral, a traição não é motivada por uma única razão. De acordo com a psicóloga Tatiana Leite, especialista em terapia de casais, ela normalmente ocorre quando há desinteresse sexual entre ambos e uma atitude mais individualista da parte de quem trai. “Quando o casal entende a raiz da traição e sabe separar a responsabilidade de cada um, o perdão passa a ser uma possibilidade. Juntos, os dois enxergam aquilo como um momento ruim que possui uma saída, e não como o fim”, explica. Todo conflito gera oportunidades de reaproximação. Para isso, Tatiana indica a conversa honesta como o melhor caminho. “O perdão também pode ser uma oportunidade para recomeçar, refazer o caminho sem os mesmos erros que levaram à traição”, analisa. Mas é importante que esse gesto seja muito honesto. “Quem perdoa não pode guardar mágoas, ressentimentos e cobranças, pois isso tende a minar o relacionamento no futuro”, conclui.

13/05/2016 - 10:29

Conecte-se

Revista Sou mais Eu