Meu ex me esfaqueou 32 vezes, fui salva pelo bombeiro e vou casar com meu herói

Sobrevivi à violência e encontrei meu grande amor

Reportagem: Gregory Prudenciano

Melissa Dohme | <i>Crédito: Reprodução | Facebook
Melissa Dohme | Crédito: Reprodução | Facebook
A americana Melissa Dohme sofreu um trauma e tanto: seu ex-namorado, Robert Vurton, tentou matá-la a facadas em 2012, e por pouco não conseguiu. Ao todo, ela levou 32 facadas. A quase tragédia aconteceu depois de Melissa terminar o relacionamento justamente porque Robert já tinha sido violento outras vezes. 
No fatídico dia, Melissa aceitou sair com Robert, após muita insistência dele. “Não dei ouvidos à minha intuição, que dizia que aquilo [reencontrar o ex] era errado, e esse foi o maior erro que já cometi”, diz ela. Quando ela chegou no lugar combinado, o que parecia ser um caloroso abraço mostrou-se na verdade um ataque com um canivete. “Lembro da dor dos primeiros golpes, mas, depois, tentei reagir e mordi sua mão. Estava dando socos nele, gritando e fazendo todo o possível, mas sempre acabava perdendo o equilíbrio e caindo no chão, porque estava perdendo muito sangue”, conta ela. 
Um casal que passava por perto viu o ataque e chamou a polícia, que apareceu e impediu que Robert completasse a tentativa com uma faca maior que tinha ido buscar no carro. Ela foi levada ao hospital e depois de várias cirurgias e de um bom tempo de recuperação, começou a palestrar país a fora sobre a violência doméstica. 
Um dia, numa das suas palestras, Melissa se reencontrou com Cameron Hill, um dos bombeiros responsáveis pelo seu resgate. O reencontro acabou virando uma série de conversas que aproximaram os dois que, finalmente, se apaixonaram. 
A cena do pedido de casamento aconteceu publicamente, num jogo de beisebol. Melissa tinha sido convidada para arremessar a bola do começo da partida - nos Estados Unidos, essa é uma forma de homenagear pessoas. No caso de Melissa, a homenagem era por conta dos serviços prestados à comunidade por meio de suas palestras. Só que na hora de fazer o arremesso, cadê a bola? “Foi quando Cameron entrou em campo para me entregar uma. Nela, estava escrito: 'Casa comigo?'”. 
Toda a sorte do mundo aos pombinhos!

Fique por dentro das histórias mais impressionantes do dia. Curta nossa página no Facebook clicando aqui!

26/03/2017 - 07:00

Conecte-se

Revista Sou mais Eu